Notícias

Primavera de Lutas

6 de setembro de 2017
Primavera de Lutas: centrais realizam ato pela retomada 
do crescimento e em defesa do emprego


Pela retomada do crescimento, em defesa do emprego e contra a retirada dos direitos, as centrais sindicais (CTB, UGT, Força Sindical, Nova Central e CSB) realizarão no próximo dia 22 de setembro, às 10h, na frente do Masp, na Avenida Paulista, uma manifestação lúdica para marcar o início da Primavera. Confirme sua presença em nosso evento no Facebook.

Já nomeada como "Primavera de Lutas", as centrais sindicais ofertarão flores e denunciarão a agenda regressiva do governo, que não tem sinalizado saídas para a crise e nem caminhos para o combate ao desemprego, que já assombra mais de 26 milhões de brasileiros e brasileiras.

"Esse ato compõe uma ampla agenda de ação das centrais sindicais e tem como objetivo denunciar a onda de retirada de direitos, o desemprego e o processo de desindustrialização que tanto tem aprofundado a crise no Brasil", indicam as centrais.

Atos pelo Brasil

"A CTB orienta toda a sua base a realizar atos no mesmo dia nas capitais de todo o Brasil. A complexa conjuntura cobra vigilância e organicidade. O que nos une é a luta em defesa de direitos, de um projeto de retomada do crescimento e o fortalecimento do movimento sindical", indicou o presidente Nacional da CTB, Adilson Araújo, ao convocar toda a base classista para mais essa jornada.

E completou: "A CTB seguirá vigilante e mobilizada, focada da construção de para enfrentar os desafios da luta política em curso".

Serviço:
São Paulo - Primavera de Lutas: "Pela retomada do crescimento, em defesa do emprego e contra a retirada dos direitos"
Quando: Dia 22 de Setembro, às 10 horas.
Onde: Avenida Paulista, na frente do Masp.

Portal CTB


-----------------------------------------------------------------------------------
Centro Nacional de Estudos Sindicais e do Trabalho
Facebook: https://www.facebook.com/cesforma 
Twitter: https://twitter.com/cesforma
Instagram: https://www.instagram.com/cesforma
-----------------------------------------------------------------------------------

Comente: